Liderança efetiva

liderança2Prof. Guilherme Mendes

“Duas coisas me enchem a alma de crescente admiração e respeito, quanto mais intensa e frequentemente o pensamento delas se ocupa: o céu estrelado sobre mim e a lei moral dentro de mim.” (Immanuel Kant)

Líderes são nada mais nada menos que âncoras que destilam credibilidade e autoconfiança por seus princípios inquebráveis e por suas ações morais inquestionáveis.

Líderes fornecem orientações imprescindíveis em tempos de mudança e reconhecem que são responsáveis pelas transformações de uma empresa ou organização a curto, médio e longo prazo.

Líderes autênticos são modelos de influência social e persuasão sem serem falsos ou prepotentes. Eles compreendem que – enquanto parte de um complexo sistema de dependência sistêmica – são parte de uma rede de conexões que são interligadas entre si.

Líderes efetivos são líderes servidores, indo além de suas próprias demandas e responsabilidades. Eles reconhecem que não é possível estimular a cooperação, a boa vontade e a sinergia de uma equipe se não demonstrarem bons exemplos por suas próprias atitudes.

Líderes são mestres na arte da inteligência emocional. Eles sabem como dosar os limites dos relacionamentos; sabem como ouvir e ter paciência, e sabem como ser enfáticos e assertivos quando necessário.

Líderes são, acima de tudo, humanos, e por isso mesmo também são passíveis de falhas, embora tenham de agir muitas vezes como se fossem de ferro.

Líderes vão além das relações transacionais para gerenciar o significado, enfatizam a importância das respostas emocionais dos seguidores e alcançam resultados de desempenho excepcionalmente altos (HOY.; MISKEL, 2014).

Líderes são educadores, que inspiram e ensinam através de suas condutas como agir e melhorar a eficiência pessoal para o desempenho, estimulando e incentivando pessoas por altos ideais e motivação reluzente.

Líderes possuem visão de futuro, mantendo-se conectados com as transformações da realidade e do momento presente, e buscando continuamente mecanismos e oportunidades para desenvolver e aprimorar seus trabalhos.

Líderes reconhecem que existem diversos meios para alcançar objetivos, e que esses objetivos dependem de fatores como “a comunidade, a complexidade e a cultura” que envolvem uma empresa ou organização.

Líderes são tolerantes ao estresse, o que lhes permite tomar boas decisões, a permanecer calmos e a fornecer direção decisiva aos subordinados em situações difíceis.

Líderes são autoeficazes, persistentes e disciplinados em suas obrigações, estabelecendo um alto padrão de desempenho para si mesmos. Eles reconhecem que a liderança exige força interior e consistência para o alcance dos propósitos da empresa.

A liderança é uma condição que deve premeditar e viabilizar no indivíduo uma mudança de “dentro para fora”. Não se constrói liderança agindo por princípios puramente racionais e externos. O líder deve ser orientado também por princípios ético-morais bem definidos, e por motivos altruístas e colaborativos para o bem de uma organização.

As competências técnicas são, sem dúvida, requisitos necessários para efetivar uma ótima liderança, mas a capacidade de ponderar e aliar técnica (conhecimentos especializados), habilidades interpessoais e persuasivas (comunicação e tato), competências conceituais (pensar logicamente e de modo analítico e dedutivo), e competências interiores (princípios e ações baseados na justiça e no bom senso) são imprescindíveis para uma liderança efetiva.

Você não precisa necessariamente ocupar um alto cargo ou mesmo ser presidente de uma empresa para ser um líder efetivo. Você pode começar dentro de sua própria casa, exercendo influência positiva e construtiva em conjunto com sua família. Ao agir como um verdadeiro líder dentro de casa, você será sem dúvida um líder fora dela, em seu trabalho e em todos os aspectos da vida.

Um abraço!

Guilherme Valentim Mendes / E-mail para contato: gvm86@uol.com.br

Se você deseja compreender mais profundamente o conceito e os princípios de liderança, busque o significado dos termos abaixo:

  • Liderança
  • Abordagem dos traços de liderança
  • Traços de personalidade
  • Traços motivacionais
  • Comportamento do líder
  • Eficiência da liderança
  • Abordagens de contingência
  • Estilos de liderança
  • Liderança distribuída
  • Líderes transacionais
  • Inspiração motivacional
  • Liderança servidora
  • Teoria evolucionista da liderança

Referências para consulta:

– HOY, M.; MISKEL, C. Administração educacional – teoria, pesquisa e prática. 9ed. São Paulo: AMGH Editora Ltda., 2015.

– GÓMEZ, E. Liderança ética – um desafio do nosso tempo. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2005.

Leia também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s